Como Tratar a Depressão

5 Flares Twitter 0 Facebook 3 Google+ 1 LinkedIn 1 Pin It Share 0 Filament.io 5 Flares ×

Depressão doença psiquiátrica, que produz alteração do humor definido por uma tristeza profunda sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, autoestima baixo, sentido de culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite aumentando ou diminuindo.

Que aparecem com frequência, sendo necessário o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.

 

O Que Causa  a Depressão

 

A classe medica acredita que seja fatores genéticos envolvidos nos casos de depressão, a doença pode ser por um transtorno bioquímico do cérebro. Entretanto, nem todas as pessoas com disposição genética reagem do mesmo modo diante de agente que trabalha como gatilho para as crises: Acontecimentos traumáticos na infância, estresse físico e psicológico, algumas doenças diferentes (ex: hipotireoidismo), consumo de drogas permitidas (álcool) e ilícitas (crack), certos tipos de remédios (ex: Droga excitante do nervoso central).

Mulheres parecem ser mais frágeis aos estados depressivos em virtude da alteração hormonal a que estão expostas principalmente no período fecundante.

 

Sintomas da Depressão

Humor depressivo ou excitabilidade, ansiedade e agonia.

Perda ou aumento do apetite e do peso

Desanimo ideias frequentes de desigualdade, autoestima baixo, sensação de falta de sentido na vida, inútil, abismo, fracasso, doença ou morte.

Sentimentos de medo, desesperança, insegurança, desespero, desamparo e vazio.

Diminuição da capacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas amáveis.

Falta de motivação e apatia, desinteresse, indecisão, raciocínio mais lento e esquecimento, dificuldade de concentração.

Diminuição do desempenho sexual (pode até manter atividade sexual, mas sem aquela vontade de sempre) e da libido.

Quando a criatura começa a sentir vontade de tirar sua própria vida, e começa a estudar como pode ser feito a autodestruição dela.

Dores e outras manifestações físicas não justificadas por médicos, como má digestão, dores de barriga, azia, diarreia, constipação, tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça ou no corpo, sensação de corpo pesado ou de pressão no peito, entre outros.

 

Diagnóstico

O diagnóstico da depressão é clínico e toma como base os sintomas descritos e a história de vida do paciente. Como o estado deprimido pode ser um sintoma inferior a várias doenças, sempre é importante prescrever os diagnósticos diferentes.

Apesar do espírito depressivo e da perda de interesse e prazer para realizar as atividades durante pelo menos duas semanas, a pessoa deve apresentar também de quatro a cinco dos sintomas mencionado anteriormente.

 

Tratamento

Depressão doença que exige acompanhamento médico ativo. Em casos mais simples tratamento trauma psíquico responde bem. Nos casos mais sérios e com aparência negativa sobre a vida afetiva, parentes e profissionais e em comunidade, a prescrição é o uso de antidepressivos com o intuito de tirar a pessoa da crise.

Existem grupos de medicamentos que não causam dependência. Apesar de produzir efeito lento (por volta de duas a quatro semanas) e das desvantagens de alguns efeitos colaterais que podem ocorrer, a prescrição deve ser mantida, às vezes, por toda a vida, para evitar recaídas. Há casos de depressão que exigem a associação de outras classes de medicamentos – os ansiolíticos (Ansiolíticos são drogas, sintéticas ou não, usadas para diminuir a ansiedade e a tensão. )  neurolépticos são medicamentos inibidores das funções psicomotora, – para alcançar o resultado preciso.

 Há certeza de que a atividade física agregada aos tratamentos farmacológicos e psicoterápicos exerce um recurso importante para reverter o quadro de depressão.

Como para a depressão

Recomendações

 

Depressão é, entretanto um distúrbio comum idem as outras.. Não é sinal de doidura nem de desânimo nem de inconsciência Se você anda abatido tristonho, e acha que a vida perdeu a graça, procure assistência médica. O diagnóstico precoce é o melhor caminho para colocar a vida nos eixos outra vez;

A família dos portadores de depressão precisa manter-se informada sobre a doença, suas características, sintomas e riscos.  É interessante que ela tenha um ponto de referência para certos padrões, como a atenção na alimentação balanceada, da higiene pessoal e da precisão de interagir com outras pessoas. Enfim, trancar  num quarto  escuras, sem elaborar nada nem dizer nada a ninguém, está distante de ser um bom caminho para dominar a crise deprimente.

 

5 Flares Twitter 0 Facebook 3 Google+ 1 LinkedIn 1 Pin It Share 0 Filament.io 5 Flares ×

Comments

  1. Responder

  2. By bit.ly

    Responder

    • By isaias

      Responder

  3. Responder

  4. Responder

  5. Responder

  6. Responder

  7. Responder

  8. Responder

  9. Responder

  10. Responder

  11. Responder

  12. Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *